construction-257326_1920

CUB paulista registra variação de 0,02% em março

  • Compartilhe!

Por Redação Sonho do Primeiro Imóvel

Resultado interrompe sequência de 10 altas consecutivas. Em 12 meses indicador acumula elevação de 3,15%

O Custo Unitário Básico (CUB) da construção civil do estado de São Paulo registrou queda de 0,02% em março na comparação com o mês anterior. Esta é a primeira queda após 10 altas consecutivas do indicador. Em 12 meses a alta é de 3,15%.

De acordo com o SindusCon-SP, responsável pelo levantamento, o CUB representativo da construção paulista (R8-N) ficou em R$ 1.337,98 por metro quadrado no período.

Dentro da composição do indicador, os custos médios com mão de obra representaram 61,43%, materiais, 35,38% e despesas administrativas 3,20%.

Custos dos insumos
Em março, apenas três itens que compõem o CUB registraram variação positiva maior que o IGP-M (0,64%): esquadrias de correr 4 folhas (1,06%), Brita 2 (0,89%) e porta lisa para pintura (0,79%).

Entre os materiais de maior relevância para o cálculo do CUB, o aço CA-50 Ø 10 mm teve variação positiva de 0,52%, o concreto FCK=25 MPa permaneceu estável e o o cimento CPE-32 saco 50 kg teve registrou queda de 0,64%.

Com desoneração
Nas obras incluídas na desoneração da folha de pagamentos o resultado foi o mesmo, com queda de 0,02% no CUB na comparação com fevereiro, totalizando R$ 1.239,86 por metro quadrado. Em 12 meses, o indicador registra alta de 3,10%.

Na mesma base de comparação, foi registrada participação de 58,38% nos custos de mão de obra, 38,18% de materiais e 3,45% em despesas administrativas.

Custo Unitário Básico (CUB)
Calculado pelo SindusCon-SP e pela Fundação Getulio Vargas (FGV), o Custo Unitário Básico (CUB) é o índice oficial que reflete a variação dos custos mensais das construtoras para a utilização nos reajustes dos contratos de obras.

MAIS SOBRE O ASSUNTO...

Acompanhe-nos nas Redes Sociais